sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Galettes de Figo e Amoras

Os dias ainda estão quentes e ainda pedem sabores de Verão!
Não é a primeira vez que faço este tipo de tartes...e posso dizer que as adoro! Adoro-as porque são muito práticas e o seu ar rústico dá-lhes um certo encanto! Podemos usar praticamente qualquer fruta...amoras, maçãs, pêras, framboesas, pêssegos, figos, cerejas...as que mais gostarmos. 
Galettes de Figo & Amoras Silvestres 
(Para 2 galettes de 15 cm de diâmetro)
ngredientes:  
Massa: 
  • 120g de farinha de trigo sem fermento
  • 80g farinha de trigo integral
  • 80g de margarina vegetal fria
  • 1 colher de sopa de açúcar amarelo
  • 1 ovo caseiro batido
  • 2 colher de sopa de água fria
Recheios:
  • 7 figos maduros partidos em quartos
  • sumo de ½  limão
  • 200g de amoras silvestres
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de açúcar baunilhado
  • 1 colher de sopa de Maizena
Preparação: 
Numa saladeira, misture a farinha com o açúcar.
Corte a margarina em pequenos cubos e misture na farinha, usando os dedos até obter uma mistura parecida a migalhas.
Junte o ovo batido e bata, depois adicione a água e misture tudo até ter uma massa homogénea.
Forme dois discos com a massa e embrulhe-a em película aderente.
Leve ao frio por 30 min.

Lave os figos e corte-os em quartos.
Coloque os figos num recipiente e envolva-os com o sumo de limão. Reserve.

Coloque as amoras noutra taça e regue com o sumo de limão, depois adicione o açúcar baunilhado e a farinha Maizena, envolva tudo muito bem. Reserve.

Numa superfície de trabalho limpa e polvilhada de farinha, estenda a massa dando-lhe uma forma circular.
No meio da massa (deixe a parte de fora livre, parte essa que irá ser dobrada) espalhe os figos e dobre a massa sobre o recheio, ficando uma parte do recheio à mostra.

Com o segundo disco de massa proceda da mesma forma. Distribua as amoras (escorra o molho) no centro da massa, e dobre a massa sobre o recheio, ficando uma parte do recheio à mostra.

Leve ao forno pré-aquecido a 180 °C por cerca de 35-40 min, ou até a massa estar dourada.
 Bom apetite!

2 comentários:

  1. Adoro o aspeto rústico destas tartes! Para além de que são tão simples e tão boas! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Elisabete, o aspeto e a simplicidade destas galettes são sem dúvida uma das coisas que gosto muito! Mas o sabor... esse também é irresistível!
      Beijinhos e boa semana,

      Paula G.

      Eliminar