terça-feira, 27 de junho de 2017

Salada Fria de Massa, Espargos, Mozzarella e Ovo

Um prato simples e rápido de confecionar, esta salada fria de massa com espargos e Mozzarella fresca, é uma receita ideal para um piquenique ou para um almoço leve ao ar livre.
É tão fácil que até as crianças a podem fazer!
Com fruta, legumes, ovos ou peixe, as saladas são uma escolha saudável para os dias quentes de Verão.
  • 3 ovos L cozidos
  • 1 molho de espargos previamente cozidos
  • 4 folhas de alface
  • 8 tomates cereja
  • 1 queijo Mozzarella
  • 200g massa espiral previamente cozida
  • sementes de girassol q.b.
Numa taça, coloque os espargos cortados em pedaços pequenos, os tomates cortados em 4, os ovos cortados em rodelas, as folhas de alface cortadas em juliana, o queijo Mozzarella cortado em pedaços, a massa bem escorrida, as sementes de girassol e tempere tudo muito bem com azeite e vinagre de sidra. Leve ao frigorífico e antes de servir cubra com orégãos.
Hum, que bem que sabe nestes dias quentes!

sábado, 24 de junho de 2017

Gelado de Cereja e Iogurte

Fazer gelados em casa nunca foi tão fácil!
Com ou sem máquina, basta um pouco de tempo e dedicação para ter gelados caseiros sempre que quiser. E para atenuar este calor, nada melhor que um delicioso gelado de cereja! 
Aqui fica mais uma receita para a rubrica da Martinha, do blog Intrusa na Cozinha.
Gelado de Cereja e Iogurte
  • 300g de cerejas congeladas
  • 2 copos de iogurte grego (usei açucarado )
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
Lave e descaroce as cerejas, congele. Congele o iogurte. Quando estiver pronto a usar,
processe as cerejas congeladas até serem bem picadas. Raspe os lados da máquina, conforme necessário. Trabalhe com bastante rapidez para que as cerejas permaneçam congeladas.
Adicione imediatamente o iogurte e o extrato de baunilha.
Processe apenas até ficar liso e cremoso. Não processe demais ou o calor da máquina começará a derreter a mistura.
Fácil e barato!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Spanische Windtorte

Hoje, trago mais um doce do mundo!
Desta vez o desafio recai num doce austríaco da época barroca, considerado um dos bolos mais exuberantes de Viena. Surgiu na época do império Austro-Húngaro, no decorrer do século XVII, e logo se distinguiu pela originalidade. 
É uma sobremesa composta por anéis e discos de merengue de complicada confecção, devido à delicadeza dos seus elementos feitos de merengue francês e suíço.
Dificuldades à parte, todo o trabalho, tempo e paciência foram bem empregues nesta maravilhosa sobremesa!
Aqui fica a minha participação na 17º edição do Sweet World.
Spanische Windtorte 
Merengue Francês:
  • 5 claras grandes
  • 1/2 colher de chá de Maizena
  • 250g de açúcar
Decoração em Merengue Suíço:
  • 1 clara grandes
  • 50g de açúcar
Recheio:
  • 300 ml de natas para bater
  • 35g de açúcar em pó
  • 1 colher de café de sumo de limão
  • 100 gr de morangos frescos
  • 40 gr de framboesas frescas
Decoração:
  • pétalas de hortenses 
Comece por fazer o merengue francês. Pré-aqueça o forno a 120ºC, e forre 2 tabuleiros com papel vegetal. Numa das folhas desenhe 2 círculos com 17 cm de diâmetro. Unte ligeiramente o papel com manteiga ou spray desmoldante. Reserve. Na outra desenhe 3 anéis com o mesmo diâmetro.
Bata as claras com a maizena até estarem firmes e acrescente o açúcar, colher a colher, batendo sempre até o açúcar deixar de se sentir.
Coloque o merengue num saco de pasteleiro e, com um bico largo e liso, preencha completamente dois círculos de um dos tabuleiros (estes serão a base e a tampa).e na outra folha desenhe 
com o merengue apenas o contorno do círculo, fazendo anéis de cerca de 2-3 cm de largura.
Leve ao forno cerca de 35-40 minutos até a massa estar firme e assada. Retire do formo e deixe arrefecer bem
Num tabuleiro de forno, sobre papel vegetal coloque um dos discos (cheios) de merengue, espalhe um pouco do merengue francês no contorno, em vários pontos, e cole um dos anéis. Repita com os outros três anéis. Depois de montado, barre por fora toda a “caixa” com o restante merengue, como se de um bolo se trata-se. Leve ao forno cerca de 35 minutos até o merengue estar firme. Retire do forno e deixe arrefecer.
Entretanto prepare o merengue suíço para a decoração, levando num recipiente a banho maria as claras juntamente com o açúcar mexendo sempre até o açúcar diluir. Quando começar a espessar sentindo-se que o açúcar já diluiu completamente, retire do lume e bata bem até o merengue estar bem firme e frio.
Escolha 2 com efeitos e coloque-os em diferentes sacos de pasteleiro. Distribua o merengue pelos sacos e decore a caixa na sua lateral e na tampa, a gosto. Leve novamente ao forno cerca de 20 minutos para o merengue ficar firme (ter atenção para não o deixar ganhar cor). Retire do forno e deixe arrefecer bem.
De seguida coloque um pontinho de merengue em cada flor ou pétala e cole à caixa, decorando a gosto.
Prepare o recheio batendo as natas bem firmes. Junte o sumo de limão e o açúcar em pó e bata um pouco mais. Lave e corte os morangos em pedaços pequenos, junte as framboesas e adicione às natas, envolvendo delicadamente. Conserve no frio até usar.
Para a montagem, coloque a caixa de merengue no prato de servir, com cuidado recheie com a mistura de chantili com frutos vermelhos e tape com o segundo disco de merengue. 
Serva de imediato.
Nota: Adaptei as quantidades da receita da Susana às dimensões da minha Windtorte.
Para mim, a maior dificuldade desta sobremesa recai na perícia de conseguir cortar uma fatia perfeita sem partir o restante bolo. (não foi o meu caso)

Receita do Blog Basta Cheio
Ficou bem longe de estar perfeito, mas posso garantir que de sabor ficou divinal!   

sábado, 17 de junho de 2017

Tarte de Cereja

Hoje trago uma tarte que me leva novamente aos meus tempos de infância!
Sempre adorei ver filmes de animação, e ainda hoje gosto, mas naquela altura uma das coisas que me deixava completamente deliciada eram as lindas e deliciosas tartes de cereja que eram sempre colocadas à janela a arrefecer. Lembram-se??
E havia sempre alguém que as levava, confesso que também me apetecia fazer o mesmo…
Hoje, decidi relembrar esses velhos tempos com esta linda tarte de cereja, e aproveito para a levar para a mesa da querida Martinha do blog Intrusa na Cozinha, cujo ingrediente são as lindas e deliciosas cerejas.
Tarte de Cereja
Para uma tarteira de 23 cm:
  • 3 chávenas de cerejas frescas inteiras
  • 20 g de amido de milho
  • 110 g de açúcar amarelo, ajustado de acordo com a doçura das cerejas
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 1/4 de colher de chá de extrato de amêndoa (não usei)
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal fria, corte em pequenos quadrados
  • 1 gema de ovo misturada com um pingo de leite para pincelar
  • açúcar amarelo q.b para a crosta de cobertura
Numa taça grande, adicione o açúcar, o amido de milho, o extrato de baunilha, extrato de amêndoa, sumo de limão e o sal, em seguida, adicione as cerejas.
Misture levemente. Reserve.

Para a Massa:
  • 215 g de farinha
  • 1 colher de café de sal
  • 1 colher de sopa mal cheia de açúcar, opcional
  • 150 g de manteiga sem sal muito fria, em cubos pequenos
  • 3 colheres de sopa de água gelada
Num robot de cozinha, adicione 150 g de farinha, sal e açúcar (opcional), pulse 2 a 3 vezes até ficar misturado.
Espalhe a manteiga sobre a farinha e pulse novamente até que uma massa ou pasta comece a formar, cerca de 15 segundos. (Não deve haver farinha sem estar misturada).
Raspe a taça com a ajuda de uma espátula, e redistribua a mistura de farinha-manteiga e acrescente a restante farinha. Pulse 4 a 5 vezes até que a farinha seja distribuída uniformemente. (A massa deve parecer areada). Por fim adicione as colheres de água e pulse mais um pouco até começar a ficar em bola.

Transfira a massa para uma superfície limpa e lisa,  trabalhe a massa apenas o suficiente para formar uma bola. Divida-a em dois discos.
Enrole cada disco com uma película de plástico e leve ao frigorífico pelo menos 1 hora ou até 2 dias. Você também pode congelá-la por até 3 meses (basta descongelá-lo durante a noite no frigorífico antes de usar).
Pré- aqueça o forno a 200ºC.

Retire metade da massa do frigorífico e deixe repousar à temperatura ambiente por 5 minutos. Numa superfície levemente polvilhada de farinha, desenrole a massa e faça dois círculos de 27 cm de diâmetro e com 2 milímetros de espessura.

Verta a massa para a tarteira e pressione cuidadosamente a massa ao fundo.
Coloque as cerejas descartando a maior parte do líquido reunido no fundo da tigela. (pode deixar a tarte mais amole)
Por fim junte os cubinhos de manteiga e tape a tarte com o outro disco.
Una as extremidades e depois dobre-as para dentro da tarteira e faça um ondulado de forma a deixar a sua tarte mais bonita. Pincele com a gema de ovo+leite e polvilhe com açúcar amarelo para deixar a massa mais crocante.
Vai a cozer ao forno por 15 minutos e depois reduza a temperatura para o 185ºC e deixe cozer por mais 15 minutos ou até estar douradinha.
Retire do forno e deixe arrefecer. Sirva simples ou acompanhada com uma bola de gelado de baunilha.

Receita do blog Inspired Taste
Deliciem-se e bom apetite!!

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Bolo Delicia de Abóbora

Para começar bem este feriado nada melhor que um bolinho bem fofinho e saboroso!
Aqui fica um bolo simples que resultou do aproveitamento de um restinho de doce de abóbora que tinha no frigorífico. Só vos posso dizer que o resultado superou as expectativas!
A receita foi inspirada num bolo da querida Dulce, do blog Cozinhadaduxa, e aproveito para vos deixar o convite para passarem por lá.
Bolo Delicia de Abóbora
  • 3 ovos L
  • 200 gr de açúcar
  • 280 gr de farinha de trigo sem fermento
  • 1 colher de sobremesa de fermento para bolos
  • 100 gr de Vaqueiro líquida 
  • raspa da casca de 1 laranja grande
  • 5 colheres de sopa de um bom doce de abóbora (usei este)
  • 1 iogurte natural
  • açúcar em pó para polvilhar
Bata os ovos inteiros com o açúcar até duplicar o volume, e obter uma mistura fofa e esbranquiçada.
Junte a raspa de laranja, a Vaqueiro líquida e continue a bater.
Peneire a farinha com o fermento e verta aos poucos na mistura dos ovos continuando a bater até a massa fazer bolhas.
Por fim envolva o iogurte natural à massa.
Ligue o forno a 180º C.
Unte um tabuleiro retangular com margarina e polvilhe com farinha. Verta a massa para dentro deste, alise com uma espátula e espalhe à superfície colheradas de doce de abóbora.
Leve ao forno pré-aquecido cerca de 30 minutos. 
Atenção ao tempo de cozedura para não deixar secar a massa. A massa deve ficar macia.
Deixe arrefecer, polvilhe com açúcar em pó e sirva cortado em pequenos quadradinhos.

Receita adaptada do Bolo Delicia de Limão do blog Cozinhadaduxa
Bom apetite e um excelente feriado!!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Risotto de Bacalhau e Camarão

Sou uma grande fã de pratos de arroz, principalmente os de arroz cremoso, como o risotto!
Como tal tenho experimentado com variadíssimos ingredientes, e numa das minhas últimas experiências decidi preparar um prato de arroz bem saboroso, mas ao mesmo tempo dando-lhe um toque tradicional, juntando bacalhau, um dos ingredientes mais nacionais das nossas cozinhas.
Experimente e, em apenas 25 minutos, terá preparado uma receita simples e saborosa de risotto.  
Fica uma delícia!
Risotto de Bacalhau e Camarão
Bacalhau
  • 1 lombo de Bacalhau
  • 1 folha de louro
  • 1 dente de alho
  • 1 fio de azeite
  • 200g camarões descascados
Risotto
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 tomate maduro
  • 1 e 1/2 chávena de arroz arbóreo
  • 1 copo de vinho branco
  • 3 chávenas de água de cozer o bacalhau
  • sal e pimenta
  • 2 colheres de sopa de margarina Vaqueiro
  • 50 gr queijo Parmesão (opcional)
  • coentros q.b.
Coza um lombo de bacalhau e os camarões num tacho, com 3 chávenas e meia de água, 1 folha de louro e 1 dente de alho.
Passados 6 minutos, reserve o bacalhau e os camarões, coe a água, devolva à panela e mantenha a lume baixo.
Num tacho, junte 1 colher de sopa de manteiga e 1 fio de azeite. Enquanto derrete, rale 1 cebola e leve a fritar.
Aproveite e pele um tomate, pique bem e junte ao refogado assim como 2 dentes de alho esmagados. Deixe apurar enquanto lasca o bacalhau.
Voltando ao refogado, junte 1 chávena de arroz arbóreo e frite ligeiramente.
Adicione 1 copo de vinho branco, mexa e deixe o álcool evaporar.
Quando isso acontecer está na hora de acrescentar uma chávena do caldo.
 Tempere com sal e pimenta e vá mexendo. Quando o arroz começar a ficar sem caldo, junte mais e vá repetindo este processo até o arroz estar cozido.
Termine com 2 colheres de sopa de manteiga. Acrescente uma parte do bacalhau, envolva bem e sirva.
Adicione o restante bacalhau em lascas e umas folhinhas de coentros picados. Polvilhe com queijo ralado. E o risotto esta pronto a comer.

Bom apetite! 

domingo, 4 de junho de 2017

Sobremesa de Gelatina

Para dias quentes, nada melhor que sobremesas frescas!
Receitas com gelatina são sempre leves e saborosas, além de serem extremamente fáceis de preparar! Podem ser consumidas simples ou acompanhadas, como é o caso da receita de hoje, onde a gelatina se mistura com o leite condensado e o leite de coco, dando origem a uma deliciosa sobremesa. 
Resultado, uma receita muito refrescante e bem colorida, que faz as delícias dos miúdos e graúdos!
Sobremesa de Gelatina
  • 1 saqueta de gelatina de mirtilo
  • 1 saqueta de gelatina de frutos vermelhos
  • 1 saqueta de gelatina de ananás
  • 1 saqueta de gelatina de morango
  • 600 ml de água quente  
  • 600 ml de água fria
  • 1 lata de leite condensado (aproximadamente)
  • 1 lata de leite de coco (200 ml)  
  • Óleo em spray para untar
Dissolver a gelatina de mirtilos em 150 ml de água quente e misturar 150 ml de água fria.
Despejar metade (150 ml) numa forma de plástico, untada com óleo em spray.
Levar ao congelador por 10 minutos (verificar se solidificou caso contrário, deixar mais uns minutos).
Misturar na outra parte (150 ml) 3 colheres de sopa de leite condensado e 3 colheres sopa de leite de coco, de modo a obter uma camada opaca. 
(Nota: As camadas opacas levam um pouco mais a endurecer!).
Colocar por cima da outra com cuidado, pelas paredes da forma, levar de novo ao congelador, cerca de 15 minutos, para endurecer.
Repetir o mesmo processo para as gelatinas seguintes.
Levar ao frigorífico durante umas horas. Desenformar e servir

Receita da querida Sandrine do blog As várias faces da Ginja
Ficou bem colorida, não acham?