quarta-feira, 30 de maio de 2018

Arrufada de batata doce

A receita de hoje é perfeita para experimentar neste feriado!
A receita é da querida Naida que eu adaptei para a fazer na Companion.
Imaginem o aroma maravilhoso que fica na cozinha!
Uma arrufada destas, bem fofinha e ainda morna, com manteiga ou uma fatia de queijo…hum que maravilha!! Não deixem de experimentar! 
Arrufada de batata doce
Ingredientes: 
  • 200g de batata doce
  • 120ml de leite (usei meio-gordo)
  • 40g de manteiga
  • 1 e ½ pacote de fermento de padeiro Vahiné
  • 1 ovo L
  • 1c. de chá de sal
  • 50g de açúcar
  • 400g de farinha de trigo s/fermento
  • 1 ovo batido
Preparação: 
Coloque a batata doce no copo e programe cozedura lenta p2, depois reduza a puré com a lamina picadora vel. 5 / 2 min.
Depois coloque a lamina de amassar e ao puré junte o leite, a manteiga e o fermento (desfeito em 1 c. de sopa de água morna).
Misture tudo no programa manual vel. 4/ 2 min. 
Por fim adicione o ovo, o sal e a farinha, e seleccione o programa P2 de massas e misture tudo muito bem.
Deixe levedar cerca de 1 hora ou até duplicar o tamanho.
Coloque a massa numa superfície enfarinhada e faça pequenas bolas com as mãos. Coloque-as num tabuleiro, lado a lado. Pode também fazer uma trança com a massa.
Pincele a massa com o ovo batido e leve ao forno a 180ºC cerca de 30 minutos ou até estar cozinhado.

Receita adaptada da querida Naida Folgado do Blogue Frango do Campo
 Perfeita e deliciosa!!

domingo, 27 de maio de 2018

Panquecas de coco e canela

As receitas para fazer panquecas podem variar, mas é raro alguém não se render a esta iguaria! 
São ótimas quer para um pequeno-almoço, lanche, acompanhamento de refeição ou até como sobremesa, e o melhor de tudo é que a receita é bastante simples e prática.

Panquecas de coco e canela
Ingredientes: 

  • 100g de farinha de trigo sem fermento T55 (se quiserem uma versão sem glúten usem farinha de arroz)
  • 50g de côco ralado
  • 1 c. chá de canela em pó
  • 1 c. chá de fermento em pó
  • 1 ovo M
  • 2 c. de sopa de açúcar (opcional)
  • 250ml de leite
Preparação: 
Misture todos os ingredientes num liquidificador e bata durante uns segundos. Deixe a massa repousar pelo menos 15 a 30 minutos ou de um dia para o outro no frigorífico. Aqueça uma frigideira antiaderente em lume médio e unte com óleo de côco.
Cada panqueca deverá ter em média a quantidade equivalente a uma concha de sopa. Coloque cada porção na frigideira e deixe cozinhar 1 a 2 minutos de cada lado.
Sirva com topping ou doce da vossa preferência.

Nota: a receita original não leva açúcar, mas como gulosa assumida que sou, adicionei 2 colheres de sopa. 

Receita do livro "Receitas de Tipos de Massas" da querida Rosa Cardoso, autora do Blog "Be Nice Make a Cake".
Deliciosas!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pão de soda ou Soda bread

O Soda Bread é um pão típico irlandês, de rápida preparação, bem fofo, feito sem o tradicional fermento de padeiro. É ideal para quando ficamos sem pão ou quando queremos pão acabado de fazer.
Fiquei encantada e finalmente superei a minha " malapata" com o pão! Foi desta que fiz um pão crocante, saboroso e bem fofinho.
Pão de soda, Pão Irlandês ou Soda Bread 
Ingredientes para um pão médio: 
  • 250g farinha de trigo
  • 250g farinha de trigo integral
  • 1 c. de chá de sal
  • 1 c. de chá de bicarbonato de sódio
  • 320ml de leite
  • 20ml de sumo de limão
Preparação: 
Misture com um garfo, o leite e o sumo de limão para fazer um buttermilk.
Misture as farinhas, o sal e o bicarbonato numa taça grande.
Faça um buraquinho no meio e adicione o buttermilk.
Misture tudo apenas o suficiente para que fique uma massa homogênea. O segredo é misturar o mínimo possível.
Com as mãos, forme uma bola e corte com uma faca um formato de cruz no centro para que o pão asse por inteiro (como mostra a foto).
Coloque no forno pré-aquecido e coza a 180ºC por aproximadamente 40 minutos, até que fique dourado e faça um som de "oco" quando batemos no fundo do pão.

Receita do Paul Hollywood no programa The Great British Bake Off 6
 Aprovadíssimo!

domingo, 20 de maio de 2018

Bienenstich ou Bee Sting Cake

Procura a receita do bolo Bienenstich? 
Bienenstich, Bee Sting Cake ou Bolo Picada de Abelha é um clássico alemão. 
Um bolo de massa lêveda bem macia e recheada com creme de pasteleiro, e com uma deliciosa cobertura crocante de mel e amêndoas...
Se ainda não experimentou o Bienenstich, então não deixe de o fazer! 
São varias as histórias sobre a origem deste bolo e uma delas, a mais engraçada, diz que este bolo foi criado por dois pasteleiros da realiza alemã, que em 1474, roubaram mel de umas colmeias nas margens do rio Reno, para fazerem um bolo especial para o seu rei. O nome deve-se ás picadelas que os dois pasteleiros foram sujeitos durante a aventura de roubar o mel.
Mais uma maravilhosa receita para a 28ª edição do fantástico Sweet World das queridas Lia e Susana.

Para a massa do bolo:
  • 260g de farinha + 1 colher de sopa de farinha para polvilhar
  • 1 colher de chá de fermento de padeiro seco
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 25g de manteiga (ligeiramente amolecida)
  • 1 ovo grande
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 130ml de leite
Na taça da batedeira, misture a farinha, o fermento, o açúcar, o leite manteiga e o ovo. Bata com o gancho por 2 minutos em velocidade mínima. Adicione o sal e bata por mais 5 minutos até a massa ficar pegajosa, macia e brilhante.
Deixe a massa na taça e cubra a massa com pelicula aderente colada sobre a superfície da mesma e leve a refrigerar de um dia para o outro.
No dia seguinte unte e forre com papel vegetal uma forma de mola e fundo amovível de 22cm. (usei uma forma retangular de 17x25cm)
Coloque a massa na forma e com as mãos enfarinhadas pressione a massa na base de forma a que fique bem espalhada. Cubra com um pano e deixe crescer num lugar quente e seco por 1 hora ou até dobrar de tamanho. (no meu caso demorou 2 horas)
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Espalhe a cobertura uniformemente sobre o topo da massa e leve ao forno e deixe cozer por 30 minutos ou até ficar cozido.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente na própria forma.
Corte o bolo ao meio com uma faca de serra, de forma a obter 2 partes.
Espalhe uma quantidade generosa de creme sobre a camada inferior do bolo, cubra com a parte superior e sirva.
Este bolo é melhor se for comido no próprio dia.


Para a cobertura: 
  • 50g de manteiga sem sal
  • 55g de açúcar refinado
  • 1 c. de sopa de mel
  • 1 c. de sopa de leite
  • 80g de amêndoa laminada
  • ¼ c. de chá de sal
Num tachinho, derreta a manteiga, o açúcar, o leite, o mel e o sal.
Leve ao lume até estar tudo derretido e misturado.
Adicione as amêndoas e envolva bem. Deixe arrefecer totalmente.

Para o creme de pasteleiro:
  • 375 ml leite gordo
  • 1 baunilha cortada ao meio e raspada
  • 4 gemas grandes
  • 1/2 chávena de açúcar mascavo claro
  • 2 colheres de sopa de amido de milho
  • 2 colheres de sopa de farinha
  • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal
  • 180 ml natas frias
  • 100 g açúcar em pó 
Bata o açúcar, a farinha de milho e as gemas - à mão ou na batedeira até ficar homogêneo.
Numa panela, em lume médio, aqueça o leite e as raspas de baunilha até que pequenas bolhas apareçam no rebordo da panela.
Lentamente, despeje o leite quente na mistura de ovos e vá mexendo.
Volte a encher a panela e cozinhe em fogo médio, mexendo sempre, por cerca de 4 minutos, até o creme ferver e engrossar.
Despeje o creme através de uma peneira fina numa tigela e misture a manteiga. Cubra com pelicula, pressionando diretamente sobre o creme. Faça um pequeno orifício para permitir que o vapor escape e coloque no frio durante a noite ou por pelo menos 6 horas.
No dia seguinte (ou uma vez que o creme esteja completamente frio), bata o creme com o açúcar em pó até obter picos firmes.
Deite o chantilly no creme - usando apenas o suficiente para o clarear, mas tome cuidado para não o deixar macio demais ou sairá do bolo. (ups...foi o que me aconteceu!) Mantenha-o bem frio até usar.

Receita do bolo e da cobertura da querida Lia
 Aprovadíssimo!
 

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Rancho à minha moda

Hoje trago uma receita do tempo das nossas avós. 
Por vezes não são do agrado dos mais novos, mas aqui em casa são bem apreciadas por todos. 
O meu rancho é bem simples, é basicamente uma mistura de carnes fumadas que depois é reforçado com grão, massa, legumes e caldo.
Para além de delicioso é uma forma rápida de cozinhar e é um prato bem saboroso, aromático e reconfortante....
Rancho à minha moda
Ingredientes: 
  • 250g de grão cozido
  • 70g de massa a gosto
  • 100g de bacon
  • 150g de entremeada de porco (opcional)
  • ½ chouriço de carne
  • 1 curgete pequena
  • 3 cenouras pequenas ou 2 médias
  • 1 nabo
  • 80g de abóbora
  • 1 cebola média picada
  • 3 dentes de alho
  • acelgas ou espinafres q.b.
  • 1dl de vinho branco 
  • 1 pacote pequeno de polpa de tomate Guloso
  • 600ml de caldo de carne ou água quente
  • 1 folha de louro 
  • azeite q.b.
  • sal a gosto
Preparação: 
Numa panela grande, coloque um fio de azeite e refogue a cebola picada, o alho esmagado, a folha de louro e deixe alourar.
Depois junte a entremeada em cubos pequenos, o chouriço em rodelas finas e o bacon aos cubos e o sal e deixe a carne ganhar cor.
A seguir junte o vinho branco, a polpa de tomate e o caldo de carne, e as cenouras, a abóbora, a curgete e o nabo que foram cortados no cortador de legumes da Borner.
Deixe cozinhar em lume brando, durante 20 minutos.
Após este tempo, adicione a massa e um pouco mais de água quente, se necessário, e deixe cozinhar, até a massa estar cozida.
Adicione o grão e as acelgas ou espinafres, envolva tudo e deixe acabar de cozinhar. Retifique os temperos se necessário.
 Bom apetite!

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Waffles de queijo Quark

Esta é uma daquelas receitas que todos devemos ter no nosso caderno de receitas. 
E não podia ser mais fácil! É só misturar e colocar na máquina de waffles.
Os waffles são um doce de origem belga. Podem ser comidos simples ou com diversas coberturas; como doces, geleias, chocolate ou gelado.
Experimente que vai gostar! 

Ingredientes para 8-10 waffles: 

  • 2 ovos M
  • 200g de queijo quark
  • 150g leite
  • 75g manteiga s/sal Kerrygold
  • 30g de açúcar 
  • 1/2 colher de chá de sal 
  • 180g farinha
  • 1 colher de chá fermento em pó 
Preparação: 
Comece por bater as claras em castelo, reserve.
Numa taça junte as gemas, o queijo quark, o leite, a manteiga o açúcar, o sal e bata muito bem.
Adicione os restantes ingredientes, exceto as claras em castelo e volte a bater mais um pouco. Junte as claras em castelo e envolva.
Ligue a máquina de fazer waffles, depois de quente pincele ligeiramente com óleo e comece a fazer as waffles.

Receita adaptada da querida Sandrine do Blog As Várias Faces da Ginja
Adorei estas Waffles!

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Gratinado de quinoa e beringela

Descobri a quinoa num showcooking da querida Isabel Zibaia.
Confesso que fiquei fã e fui logo comprar este maravilhoso cereal.
É originário de alguns países da América do Sul, mais propriamente da zona dos Andes. É rica em ferro e é uma importante fonte de cálcio. Para além da quinoa vermelha e da real (branca), encontramos no mercado nacional farinha de quinoa e alguns derivados, como leite, e massas. 
Encontra-se facilmente à venda nos supermercados biológicos e nas grandes superfícies.
Pode usa-la em saladas, sopas, pães, bolos e em tantas outras receitas. 
Aqui fica mais uma deliciosa sugestão!
Ingredientes para 4 pessoas: 

  • 150g de quinoa real
  • 2 beringelas
  • 450g de molho de tomate com manjericão 
  • 2 queijos mozzarella frescos
  • 25g de queijo ralado Mozzarella
  • 300g carne picada (opcional)
  • azeite q.b.
  • sal q.b.

Preparação: 
Lave e coza a quinoa em água temperada com sal, durante 15 minutos. De seguida escorra e reserve.
Corte as beringelas em fatias. Pincele as fatias de beringela com azeite e tempere com um pouco de sal e grelhe.
Misture a quinoa cozida com o molho de tomate.
Regue um pirex de forno com um pouco de azeite.
Disponha na base a beringela grelhada, de seguida coloque uma camada da mistura de quinoa com o molho de tomate e por cima queijo mozzarella cortado. Repita as camadas e termine com o queijo mozzarella.
Como tinha um pouco de carne picada que sobrou de uma lasanha coloquei numa das camadas.
Polvilhe com o queijo Mozarella ralado e leve ao forno durante 30 minutos, sendo os últimos 5 com a função grill ligada para gratinar.

Nota: a quinoa deve ser preparada como o arroz. Por cada medida de quinoa, duas medidas de água. É importante antes de a utilizar, de a lavar bem. Como os grãos são muito pequenos, passe-a por um passador grande de rede fina.

Receita adaptada do Blog Cinco Quartos de Laranja
 Bom apetite!

domingo, 6 de maio de 2018

Bolo Tiramisú

O Dia da Mãe chegou e como não poderia deixar de ser, fiz um bolo para mimar a melhor mãe do mundo, a minha!
No lanche de família, onde não faltou a boa disposição, muito carinho e boa conversa, o bolo escolhido foi o delicioso Bolo Tiramisú.
Camadas de bolo tipo pão-de-ló, ensopadas em café, com o subtil sabor a rum, recheadas e cobertas de queijo mascarpone, abundantemente polvilhadas com cacau em pó... 
Resumindo, uma maravilha de bolo ... que foi difícil de resistir!
A todas as Mães continuação de Feliz Dia das Mães!
Bolo Tiramisú
rende um bolo de 23cm de diâmetro 
Para o creme de Mascarpone
  • 1 pacote de natas bem geladas
  • ½ chávena de açúcar
  • 4 gemas de ovos
  • 450g de queijo Mascarpone
  • 2 colheres de sopa de vinho do Porto
Para o pão-de-ló genovês: 
  • 6 ovos M, à temperatura ambiente
  • 1 chávena de açúcar refinado
  • 2 chávenas de farinha de trigo s/fermento
  • ½ colher de sopa de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • ½ colher de chá de extrato de baunilha
Para a calda: 
  • 2 chávenas de café Nespresso, sem açúcar
  • ¼ de chávena de açúcar
  • ½ chávena de rum ou licor de café
  • cacau em pó [ou chocolate 70% cacau ralado] para polvilhar
Prepare o creme de Mascarpone:
Bata as natas bem frias na batedeira, até conseguir picos firmes. Reserve.
Noutra taça coloque o açúcar, as gemas, o Mascarpone e o vinho.
Bata na batedeira por 7 minutos, até que o creme fique claro e fofo. 
Desligue a batedeira e, com uma espátula, incorpore as natas batidas, delicadamente, fazendo movimentos do fundo para cima.
Cubra a tigela com pelicula aderente e reserve no frigorifico enquanto prepara o bolo.

Prepare o pão-de-ló:
Unte com manteiga uma forma redonda de 23cm. Cubra o fundo da forma com papel vegetal e unte o papel. Polvilhe com farinha de trigo, espalhe bem e bata para retirar o excesso. Reserve.
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Numa taça misture a farinha com o fermento em pó. Reserve.
Na batedeira, bata os ovos em velocidade alta com as varas por uns 4 minutos, até formar uma gemada espumosa e clara. Junte o açúcar e bata por mais 8 minutos, para conseguir um creme leve e super areado, como uma espuma. Junte a baunilha e bata para incorporar. Peneire por cima a farinha e o fermento e misture delicadamente, com uma espátula, fazendo movimentos do fundo da tigela para cima, sem bater, até que a farinha seja incorporada totalmente, mas sem a mistura perder a textura espumosa. 
Passe a massa para a forma preparada e leve ao forno por cerca de 35 minutos, até que espetando um palito de madeira no bolo, ele saia limpo.
Retire o bolo do forno e deixe arrefecer dentro da forma por 10 minutos.
Desenforme o bolo, retire o papel vegetal e deixe arrefecer completamente.

Enquanto o bolo coze, prepare a calda:
Leve o café e o açúcar ao lume, mexendo até dissolver completamente. Apague o lume, deixe arrefecer e adicione a bebida alcoólica (usei rum). Reserve.

Montagem:
Com o bolo completamente frio, use uma faca grande de serra para cortá-lo ao meio. 
Humedeça uma das metades do bolo com a calda. Espere uns minutinhos, vire-a e humedeça o outro lado. Então coloque-a no prato de servir, com o lado cortado para cima. 
Sobre essa metade, espalhe uma quantidade generosa do creme de Mascarpone [mais ou menos metade da quantidade total]. Polvilhe com cacau em pó.
Humedeça da mesma forma a outra metade do bolo, de ambos os lados, e coloque-a sobre a camada de creme, com o lado cortado para baixo. Leve ao frio por uns 30 minutos pelo menos, para ficar mais fácil de decorar.
Retire o bolo do frigorifico e espalhe um pouco de creme sobre o topo e as laterais. Retire o excesso, alisando com uma espátula, para o bolo ficar com cara de 'mal decorado'. 
Passe o restante creme para um saco de pasteleiro com bico liso e decore o topo do bolo, fazendo 'cogumelos'.
Polvilhe com cacau em pó e mantenha no frigorifico por pelo menos umas 2 horas, antes de servir, para os sabores se misturarem bem.

Receita do Richie do Blog A Cozinha Coletiva
Bom apetite!