terça-feira, 15 de setembro de 2015

Doce de Amoras Silvestres

Amoras silvestres, a minha maior tentação do verão.
Adoro, é uma aventura apanhá-las e comê-las mesmo na hora. 
Tornou-se um vicio a que chamo de "terapia silvestre", e à qual já desenvolvi algumas técnicas para conseguir apanhar as melhores e mais bonitas do silvado.  
Este ano as silvas estiveram carregadas destas lindas e preciosas pérolas.
Como já vai sendo hábito, todos os anos faço doce de amoras e este ano não foi exceção.
Aqui fica a minha receita:
Doce de Amoras Silvestres  
  • 1 Kg. Amoras silvestres
  • 500 grs. Açúcar
  • 1 Pau de canela
  • Sumo de 1 limão peq.
Comece por lavar muito bem as amoras, escorras e coloque-as num tacho.
Junte o açúcar, o sumo de limão e o pau de canela. Leve a lume brando …e deixe ficar!
Vá mexendo ocasionalmente.
Quando levantar fervura, mexa com mais frequência para não pegar ao tacho.
Quando estiver quase no ponto, ou seja, quando já evaporou boa parte da água, retire o pau de canela e esmague algumas das amoras (não todas) para o doce ficar mais cremoso.
Deixe ficar mais um pouco ao lume.
Coloque o doce ainda quente em frascos esterilizados, tape e vire de tampa para baixo até arrefecerem por completo.

Uma semana bem docinha para todos!
Beijinhos ;)



2 comentários:

  1. tem tao bom aspecto!!! as amoras eram fresquinhas ou congeladas? apanhei umas este verão mas já congelei

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Anita!!
    Para fazer o doce costumo usar amoras frescas, não sei como ficará se for feito com congeladas.
    Mas como as amoras silvestres são mais rijas( que as de árvore), mesmo depois de descongeladas, acho que deve resultar na mesma. Experimenta a fazer só meia receita para ver como fica!
    Beijinhos e bons cozinhados.

    ResponderEliminar